Categories:

1.500 empregos temporários até o final do ano são esperado em Volta Redonda

Volta Redonda espera 1.500 empregos temporários

O final do ano é a época em que as empresas oferecem vagas temporárias para atender às necessidades de compras de Natal. Segundo o sindicato do varejo de Volta Redonda (Volta Redonda) (Sicomércio-VR), cerca de 1.500 oportunidades temporárias devem ser abertas entre novembro e dezembro. Dados do “Cadastro Geral de Emprego e Desemprego” (gaiola) de setembro, divulgados recentemente pelo Ministério da Economia, mostram que as oportunidades de emprego geradas pelo setor na cidade estão aumentando. Foram criados 43 novos empregos em outubro e 134 novos empregos em setembro, um aumento de 211%.

Firjan oferece vagas gratuitas para alunos do ensino médio- Volta Redonda

Os números positivos também são identificados pelo Na Hora, unidade da prefeitura que funciona no bairro Retiro e também abriga o Sine (Sistema Nacional de Emprego). Dados da autarquia apontam que, entre os dias 15 de outubro e 10 de novembro, 463 pessoas passaram pelo local. Dessas, 113 já foram contratadas e estão previstas mais de 370 novas contratações.

 

Alina Regina Gonzaga de Lima, dona de casa de 35 anos, está em busca de uma dessas vagas, e este pode ser seu primeiro emprego formal. Ela esteve na sede da Na Hora (Na Hora) e participou de uma entrevista para se candidatar a uma vaga em uma rede de supermercados. “Tenho trabalhado para cuidar de idosos e limpar de vez em quando. Estou procurando meu primeiro emprego formal porque preciso cuidar de meus quatro filhos. Há muito tempo tento, mas não tive chance. Sou eu “A primeira entrevista da empresa”, disse um morador de Volta Grande

.

Para Jerônimodos Santos, presidente da Sicomércio-VR, embora este ano tenha sido um ano difícil para o setor, o Natal é um dia que ajuda a impulsionar as vendas e reduzir perdas. “Para quem perdeu o emprego, esta também é uma oportunidade de retorno ao mercado de trabalho, e para o empresário, é também uma boa oportunidade de contratar mão de obra qualificada. Ele disse que esperamos que as vendas superem nossas expectativas e muitos empregos temporários Será concluído e a economia retomará seu ritmo de crescimento antes da pandemia.

 

Rogério Loureiro, director da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Económico e Turismo, explicou que o aumento do comércio reflecte a recuperação económica da região após a redução da actividade durante a pandemia de Covid-19. “Temos um comércio tradicional forte em Volta Redonda, e a cidade está empenhada em promover e incentivar a geração de emprego e renda. Rogério disse que as novas vagas de trabalho vão beneficiar também outros setores e promover ainda mais o desenvolvimento econômico da cidade e do Sul Fluminense.

A contribuição da cidade para a restauração da criação de empregos inclui a redução da burocracia em processos e serviços e o incentivo ao empreendedorismo. O exemplo mais recente dessas ações é a criação do Banco VR de Fomento no Município Rodoviária para melhorar o atendimento aos microempreendedores individuais; a plataforma de compras VR gratuita fornecida pelo governo municipal para empreendedores visa estabelecer canais de compras virtuais em Volta Redonda. Também contribuiu para melhorar a geração de empregos.

Além disso, também foi inaugurada a Casa do Empreendedor, que reúne os serviços das secretarias municipais de Fazenda, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Turismo, além da Vigilância Sanitária e Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPU); e passa a abrigar a delegacia da Jucerja (Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro) que, com a concentração do atendimento, facilita o acesso ao Regin (Registro Mercantil Integrado), agilizando e desburocratizando ainda mais a implantação e liberação de processos de novas empresas no município.