Categorias:

Mãe de Breonna Taylor diz que a polícia mentiu sobre onde estava o corpo de sua filha após sua morte

Tamika Palmer, mãe de Breonna Taylor, disse aos entrevistadores na quarta-feira que a polícia mentiu para ela sobre onde estava o corpo da filha depois que ela foi morta a tiros por três policiais de Louisville em 13 de março.
Palmer, falando com Angie Martinez e Angela Yee, do Power 105.1, contou a história angustiante de como descobriu a trágica morte de Taylor e a polícia que a conteve inicialmente.

O namorado de Taylor, Kenneth Walker, ligou para Palmer freneticamente depois da meia-noite de 13 de março, dizendo que alguém havia invadido sua casa e atirado nela. Ele estava tentando descobrir se ela estava viva antes que a ligação fosse desconectada.

Palmer dirigiu rapidamente para a casa de Taylor e foi parado pela polícia antes que ela pudesse chegar ao apartamento. Quando ela disse à polícia que estava procurando sua filha, o policial não identificado disse que duas ambulâncias já haviam saído, uma com um policial ferido e outra com uma jovem. O policial disse a Palmer para ir ao hospital para encontrar Taylor.

Funcionários do hospital disseram que não tinham ninguém com o nome de Taylor e pediram que ela esperasse enquanto reuniam mais informações.

Depois de mais de duas horas de espera, uma enfermeira veio até Palmer e disse que ninguém com o nome de Taylor havia sido internado e que não havia registro de que ela estivesse a caminho. Palmer voltou ao apartamento e perguntou à polícia se ela poderia entrar, mas eles a fizeram esperar mais duas horas antes que ela pudesse falar com um detetive.